1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Isaías 43.1-13;: Dia do Senhor 11

Sermão preparado pelo pastor Alexandrino Moura
Texto: Isaías 43.1-13
Leitura confessional: Dia do Senhor 11

Dia do Senhor 11

P. 29. O nome "Jesus" significa "Salvador". Por que o Filho de Deus tem este nome?

R. Porque Ele nos salva de todos os nossos pecados e porque, em ninguém mais, devemos buscar ou podemos encontrar salvação.

 

P. 30. Será que aqueles que buscam, o bem e a salvação nos assim chamados "santos", ou em si mesmos ou em qualquer lugar, realmente crêem no único Salvador?

R. Não, não crêem, pois na prática negam o único Salvador Jesus, ainda que falem tanto dEle. Pois das duas, uma: ou Jesus não é o perfeito Salvador, ou aqueles que O aceitam como Salvador com verdadeira fé, encontram nEle tudo o que é necessário para a salvação.

 

 

Amados irmãos no Senhor Jesus Cristo.

 

O pecado lançou a humanidade na perdição. O pecado condenou todos os homens, mulheres e crianças ao fogo eterno. Essa é uma realidade que o mundo não gosta de ouvir. Muitas religiões não aceitam este fato. Porém, mais importante do que a opinião das pessoas é o que a Bíblia fala. Em Romanos 5.12 diz: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram”. E em Romanos 3.23 diz: “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”. Está muito claro o que a Escritura Sagrada diz. Todos pecaram. Todos estão mortos em seus delitos e pecados (Ef 2.1). “Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer” (Rm 3.10-12).

A humanidade está mergulhada em trevas e perdição. Ela precisa de salvação. Ela precisa ser libertada da maldição do pecado e do domínio do diabo. Sem salvação não há vida. Mas, onde encontrar a salvação que tanto a humanidade precisa e não consegue encontrar? O que devemos fazer para nos apropriar da salvação?

Eu vos proclamo o evangelho da salvação no seguinte tema:

 

Tema: Onde o homem pode encontrar salvação?

1. O homem não pode encontrar salvação nas coisas do mundo.

2. O homem pode encontrar salvação em Jesus.

 

1. O homem não pode encontrar salvação nas coisas do mundo.

 

Irmãos, a salvação é um bem imerecido. Todos querem a salvação, seja qual for o tipo de salvação. Seja uma salvação de uma doença ou de um acidente. Seja de assassinato. Todos querem ser salvos. Porém, as pessoas buscam a salvação no lugar errado e de maneira errada. Porque a salvação que a humanidade quer se encontra em Deus. Mas, o homem caído no pecado tenta criar a sua própria salvação. Vejam a pergunta 30 do catecismo de Heidelberg o que diz: “Será que aqueles que buscam o bem e a salvação nos assim chamados “santos”, ou em si mesmos, ou em qualquer lugar, realmente crêem no único Salvador Jesus?”. Essa pergunta inicialmente foi feita contra a igreja romana. Devemos lembrar que na época em que o Catecismo de Heidelberg foi escrito, as pessoas iam atrás de imagem para receber a salvação. As pessoas faziam votos e rezavam pelos seus parentes para serem libertados do purgatório. Purgatório é o lugar que a igreja romana criou para as pessoas pagarem seus pecados depois da morte. E também para que seus parentes façam alguma coisa para livrá-los do inferno.

Lutero quando foi até Roma ficou indignado com a situação da igreja. A corrupção dos sacerdotes da igreja era clara e muito grande. As pessoas viviam na miséria e os sacerdotes da igreja viviam em luxuosos prédios. As pessoas viviam sofrendo. Precisavam de salvação. Mas, onde aquelas pessoas podiam encontrar a salvação de suas almas? As pessoas viam Deus como um Deus cruel e que gostava de mandar as pessoas para o inferno. Gostava de castigar as pessoas. Essa era a visão das pessoas da época antes da Reforma a cerca de Deus. Até Martinho Lutero tinha esta visão errada de Deus. Antes que ele conhecesse a graça maravilhosa de Deus, ele vivia sofrendo com a figura de um Deus cruel criado pela igreja romana. Porque ele não sabia onde e como as pessoas podiam ser salvas.

Então, a igreja romana ensinava o povo a encontrar a salvação no lugar errado. Ela ensinava as pessoas a encontrar salvação na igreja romana. Porque ela ensinava que só através da igreja as pessoas poderiam ser salvas. A igreja é quem indica onde encontram a salvação e a maneira como as pessoas são salvas. A igreja do papa se aproveitou dessa situação para explorar o povo. Vejam o que a pergunta 30 diz: “Será que aqueles que buscam o bem e a salvação nos assim chamados “santos”, ou em si mesmos, ou em qualquer lugar, realmente crêem no único Salvador Jesus?”. A pergunta das pessoas era: onde podemos encontrar a salvação? E a igreja dizia: nos “santos, em si mesmos, ou em qualquer lugar” ou em qualquer coisa que a igreja indicar. A primeira coisa mencionada é nos “santos”. Oficialmente a igreja romana em seus documentos não ensinam a adoração a Maria e outros santos. Mas, na prática fazem isso e negam ao único Salvador Jesus. A igreja romana é uma igreja voltada para os homens e não para Deus. Aquilo que o povo gosta, ela apóia para não perder seus fiéis. Adoração a ídolos é obra de pessoas pagãs. A igreja dizia que as pessoas deveriam rezar aos santos para receberem a salvação. Rezando a um santo, esse santo poderia ajudá-lo perante Deus. Poderia interceder em favor do pecador. Mas, a Bíblia diz que a idolatria é uma loucura. Não há salvação nas pessoas mortas. Porque são criaturas. Maria, Paulo, Pedro e muitos outros foram salvos por causa da graça de Deus. Eles não podem salvar ninguém. Aquelas imagens não salvam ninguém. É por isso que o Salmo 115.4-7 diz: “Prata e ouro sãos os ídolos deles, obra das mãos de homens. Têm boca e não falam; têm olhos e não vêem; têm ouvidos e não ouvem; têm nariz e não cheiram. Suas mãos não apalpam; seus pés não andam; som nenhum lhes sai da garganta”. A humanidade tenta fabricar sua salvação. Mas, não pode fabricá-la. Porque a salvação não se encontra em imagens e ídolos mudos.

A segunda coisa que o catecismo coloca é procurar a salvação em “si mesmos”. Como alguém pode tentar encontrar a salvação em “si mesmos”? Isso a igreja romana ensinava e ensina. Ela ensina que não basta apenas crer em Cristo. Precisa de boas obras para ganhar a salvação. Cada boa obra é um pontinho no céu para ganhar a salvação. Mas, não é apenas a igreja romana que ensina isto. Também a maioria das igrejas ‘evangélicas’ de hoje ensinam a mesma coisa da igreja romana – são a imagem de Roma sem as imagens. As pessoas precisam fazer algo para serem salvas. Por isso esses evangélicos não têm certeza de sua salvação. Porque depende dele também. Porque precisam fazer algo para ganhar a salvação. Por isso encontramos pessoas que se dizem evangélicas e até sinceras em suas denominações sem a certeza, o conforto, o consolo da obra de Cristo em suas vidas. Porque a salvação depende deles aceitarem a Cristo. Eles precisam – em outras palavras – ganhar a salvação que Cristo possibilitou aos homens. E por isso continuam cegos procurando a salvação em sua bondade inexistente. Por isso não encontram salvação. Porque procuram no lugar errado.

A terceira coisa mencionada pelo catecismo é buscar a salvação em ‘qualquer lugar’. Também tem haver com a doutrina da igreja romana. Pois na época se vendia relíquia as pessoas dizendo que eram dos apóstolos ou do próprio Cristo. Vendiam lascas da cruz de Jesus e até os pregos da crucificação; vendiam até os ossos dos apóstolos. E as pessoas enganadas compravam pensando que conseguiriam a salvação através desses objetos. Ou através da venda de indulgências. A igreja romana vendia para quem quisesse um terreno no céu. Podia ser até para quem já morreu a muitos anos ou até mesmo um assassino. Ou fazendo peregrinações para obter a salvação. Será que não estamos vendo as ditas “igrejas evangélicas” de hoje fazendo as mesmas coisas? Porém, em tudo isto não há salvação. O homem não pode obter a salvação por suas invenções.

Essas pessoas que buscam a salvação em si mesmas, nos santos ou em qualquer lugar, realmente crêem no único Salvador Jesus? A resposta é não, não crêem. Pois na pratica negam o único Salvador Jesus. Isto acontece nos nossos dias. Pois existem muitas “igrejas” que falam de Jesus como o único Salvador. Mas, com suas práticas negam a Jesus, o único Salvador. Essas “igrejas” usam a nossa Bíblia, mas não conhecem o Cristo das Sagradas Escrituras. Porque para essas pessoas Cristo não é o perfeito Salvador. Eles se enganam em pensar que podem fabricar a sua própria salvação ou cooperar com Deus na salvação. Essas pessoas não aceitam que a salvação é por pura graça. Por isso, muitos procuram a salvação no lugar errado.

Nem a igreja romana, nem as chamadas “igrejas evangélicas” de hoje ou até as seitas que falam de Jesus, não afirmam que Jesus não é o perfeito Salvador. Mas pelas suas práticas mostram isto. Mostram que o sacrifício de Jesus Cristo não foi suficiente para nos salvar dos nossos pecados. Os homens tentam encontrar a salvação no lugar errado. Tentam fabricar sua salvação. Mas, esta salvação vem unicamente de Deus. Como o apóstolo Paulo diz na primeira carta aos Coríntios 2.9 sobre a salvação: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam”. A salvação de Deus é para os que o amam, é uma invenção dele próprio. Ele é o inventor e autor da salvação. Como diz Isaías 43.12: “Eu anunciei salvação, realizei-a e a fiz ouvir; deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR; eu sou Deus”. Somente Ele pode dar salvação ao homem. O homem não encontra a salvação dos seus pecados nos ídolos mudos; nem em suas boas obras. Mas, onde o homem pode encontrar a salvação?

 

2. O homem pode encontrar salvação em Jesus.

 

O homem caído no pecado precisa de salvação urgente. O homem não pode se salvar. É incapaz de salvar-se. Ele está morto e caminhando para o inferno. Este é o destino por natureza de todos os homens, mulheres e crianças. Mas, onde pode o homem encontrar a salvação? O catecismo de Heidelberg, refletindo o ensino bíblico, declara com toda firmeza na pergunta e resposta 29: “O nome “Jesus” significa “Salvador”. Por que o Filho de Deus tem esse nome? Porque ele nos salva de todos os nossos pecados e porque em ninguém mais devemos buscar ou podemos encontrar salvação”. Jesus é o Salvador que a humanidade precisa para ser salva. A humanidade deve se arrepender de seus pecados e reconhecer Jesus Cristo como seu Salvador.

Irmãos, Jesus é quem nos salva de nossos pecados. Ele se ofereceu na cruz para pagar nossa divida com Deus. Era um pagamento impossível para nós fazermos a Deus. Porque por natureza nós somos inclinados a todo mau e a odiar a Deus e a nosso próximo. Por natureza não queremos estar com Deus. Por natureza queremos viver no pecado. Mas, Jesus Cristo com seu sacrifício perfeito nos reconciliou novamente com Deus. Esta salvação significa que estamos salvos do poder do pecado. O pecado não mais nos domina. O pecado não pode nos dominar mais, porque Jesus nos libertou do seu domínio. Isso significa que não seremos mais castigados por Deus. Fomos livres da punição de Deus contra o pecado.

É por causa deste livramento, que agora estamos livres para o serviço a Deus. Podemos chegar perante Deus e agradecer e viver para Ele. Isso Jesus realizou através da pregação de sua palavra e pelo poder do Seu Espírito. Ele é aquele que baixou a amarga cruz. Que carregou sobre seus ombros todas as nossas iniqüidades. Durante toda a sua vida teve que carregar os nossos pecados. Se ofereceu voluntariamente por nós. Por isso o catecismo diz que “em ninguém mais devemos buscar ou podemos encontrar salvação”. Não devemos buscar a salvação em ídolos ou em nós mesmos. Porque não podemos encontrar salvação em ninguém mais além de Jesus. Como diz Isaías 43.11 e 12: “Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há salvador. Eu anunciei salvação, realizei-a e a fiz ouvir”. Deus é o único Salvador. E Jesus Cristo é este Deus que nos salva. Como Pedro prega para os judeus no dia de pentecostes em Atos 4.11-12: “Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”. Não existe nenhum outro salvador. Jesus é o único que dar aquilo que o homem precisa. Não existe salvador aqui na terra. Porque o único salvador está nos céus à direita de Deus. Reinando com autoridade para o nosso bem. Como diz o apóstolo Paulo em 1 Timóteo 2.5: “Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homens”.

Jesus nasceu destinado para morrer. Ele não veio para viver em palácios. Mas, veio para sofrer as angustias e os tormentos do inferno. A sua vida foi uma vida de entrega total. Ele abriu mão de sua vida por nós. Abriu mão de estar no céu com o Pai para se encarnar em figura pecaminosa. Encarnou-se em forma de homem e com todas as suas fraquezas, mas sem pecado. Foi levado como ovelha muda perante os seus tosquiadores e não abriu a boca. Tudo isto Ele fez para salvar pessoas pecadoras como eu e vocês. Pessoas que não merecem a salvação dos pecados. É nele que encontramos salvação para nossa alma. Fora de Cristo há morte e destruição. Quem não vive em Cristo vai ser cortado e lançado no inferno. Por isso Jesus diz em João 15.4-5: “Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer”.

Irmãos, na vida só existem dois caminhos. O caminho da vida e o caminho da morte. O caminho de morte é procurar a salvação no lugar errado. Acrescentar alguma coisa ao sacrifício de Jesus Cristo é negar a eficácia de sua obra redentora. Como o catecismo diz: “... das duas, uma: ou Jesus não é o perfeito Salvador, ou aqueles que o aceitam como Salvador com verdadeira fé encontra nele tudo o que é necessário para a salvação”. Aquele que reconhece seus pecados e corre para Cristo encontra salvação. Porque uma fé verdadeira reconhece Jesus como o único Salvador de seus pecados. Porque Ele salva o seu povo de seus pecados. Ele redime a seu povo eleito. Nele encontramos tudo o que precisamos para a salvação. Não existe outro Salvador entre Deus e os homens. Só Ele livra a humanidade do inferno. Por isso, permaneçam em Jesus Cristo. Fora dele ninguém vive. Fora dEle não há vida. Fora dele há morte.

Você só vive se permanecer nele. Vivendo em amor e dedicação total. Porque a salvação é o livramento do poder do pecado e do diabo. O pecado e o diabo não têm mais poder sobre a vida do crente. Ele não vive mais na pratica do pecado. Ele não vive desobedecendo ao seu Salvador Jesus Cristo. Porque aquele que vive na pratica do pecado é filho do diabo. Porque faz as obras do diabo que é o seu pai. Porém, ser de Cristo é negar a nossa vontade. Negar a nós mesmos, porque ele nos deu o Espírito Santo para lutarmos contra o pecado. Para nos guiar para o alvo que é Jesus Cristo. Por isso as Escritura diz: “Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homens” (1 Tm 2.5). Porque “não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” At 4.12). Em Jesus Cristo está a nossa salvação.

Amém.


* Exceto onde o contrário esteja explícito, todos os conteúdos deste site estão licenciados sob uma Licença Creative Commons “Atribuição – Não Comercial – Sem Derivados 3.0 Não Adaptada“.

** Este sermão foi originalmente escrito para uso do pastor e não passou por correção ortográfica ou gramatical.

 

Credos Ecumênicos

  

Quem está online

Temos 29 visitantes e 2 membros online

Instituto João Calvino

O Instituto João Calvino (também chamado "Centro de Estudos Teológicos das Igrejas Reformadas do Brasil") é um projeto de educação teológica que visa a preparação de homens para os oficios na igreja de Cristo. Curta a página no Facebook!

Catecismo de Heidelberg

 

É com imensa alegria que comunicamos, que para o a comemoração dos 450 anos do Catecismo de Heidelberg, foi criado um site sobre o mesmo e uma página no Facebook para reunirmos materiais relacionados ao mesmo. Visite o site!